Magnolia, do The Wooden Birds, me surpreenderia muito se entrasse em alguma lista de melhores deste ano. E se depender de mim, não vai entrar mesmo. Mas, ainda assim, é uma delícia.

O projeto do Andrew Kenny, vocalista/guitarrista do American Analog Set, é despretensioso, fácil e honesto.

"False Alarm
" abre o disco, dando o tom das outras 11 faixas, recheada de country, folk, blues, soul e pop. A fórmula se repete até a última música: violão guiando, percussão discreta, pulsação ditada pelo contrabaixo, guitarra se intrometendo pouco, enquanto o casal de vocalistas passa suavemente pelas canções.

Pra mim funciona tão bem na estrada, quanto antes de dormir.

Não deixe de ouvir: The Other One, Choke e Bad.
Download: http://www.sendspace.com/file/yzav7g

13 de mar de 2009

VA - Long May You Run (2009)


Normalmente não gosto de coletâneas, mas essa é uma exceção. Long may You Run vem na edição deste mês da revista Uncut, e reune músicas de várias bandas e artistas que, de algum jeito, lembram Neil Young. Segue breve descrição de cada um dos participantes:

AA Bondy
O cara com violão e gaita. Novo? Nem. Legal? Ô!

The Gaslight Anthem
A banda de rock. Elogiados por Nick Hornby...

Todd Snider
Certamente o mais influenciado pelo Neil Young.

Bowerbirds
Pop folk maluquinho.

Damien Jurado
Baita compositor, com uma voz bem interessante.

Death Vessel
A voz delicada da vocalista conquista logo de cara.

Port O'Brien
Muitas vozes e arranjos espertos.

Alela Diane
Cantora hippie doidinha.

Hush Arbors
Compositor competente, em clima lo-fi.

J. Tillman
Baterista do Fleet Foxes, cujas músicas me impressionam bem mais do que as da banda.

Mark Olson & Gary Louris
Dois veteranos, com folk mais tradicional.

The Acorn
Canadenses fazendo pop requintado.

Neal Casal
Integrante da banda do Ryan Adams (Cardinals), que tem uma voz bem diferente e composições que flertam com o country.

The Dodos
O duo que lançou um dos melhores discos de 2008.

The Gourds
Country de primeira!


Não deixe de ouvir: American Hearts (AA Bondy), Fisherman's Son (Port O'Brien) e Glory (The Acorn).
Download: http://www.sendspace.com/file/u6c2e9

Acho prudente começar isto aqui com a bolacha que todo mundo deveria ter em casa, ou, pelo menos, no HD do computador.

O Yankee Hotel Foxtrot, do Wilco, foi finalizado em 2001, mas devido a problemas com a gravadora acabou sendo lançado em 2002. Um ano depois, se não me engano, comprei a versão brasileira do CD que mais ouvi na vida, na única loja de discos da cidade.


Considero esse aí o grande disco desta década, por alguns motivos:
· ele foi uma das provas fatais do quanto as gravadoras estavam perdidas. A Warner se recusou a lançar o disco, porque achava que tinha pouco potencial comercial. Até hoje, segundo a wikipedia, foram vendidas mais de 590 mil cópias.
· a internet foi usada, com sucesso, para alcançar o sucesso de vendas (isso parecia meio impossível na época). Pipocavam críticas positivas em blogs, sites e revistas especializadas, bem antes do CD ser lançado.
· o YHF anunciava a tendência do folk esquisito, experimental. Devendra Banhart, Joanna Newsom, Animal Collective e Fleet Foxes, só pra citar alguns, apareceram depois... e a vertente ainda promete muito.

O documentário I Am Trying to Break Your Heart conta toda a história da gravação e é igualmente imperdivel.

Não deixe de ouvir: I Am Trying to Break Your Heart, Pot Kettle Back e Poor Places.
Download: http://www.sendspace.com/file/xjc7w2

12 de mar de 2009

Olá

Estava com saudades de escrever sobre música. Vamos ver no que dá.